Buscar
  • Tiago Mynt

Feed Repeat: Porque as marcas copiam umas as outras

Sem dúvidas você já rolou o feed do Instagram e se perguntou porque as publicações se pareciam tanto entre elas. O que levou as marcas a copiarem fórmulas prontas nos últimos anos? Seriam os resultados em vendas, receio de inovação ou simplesmente a falta de crítica ao conteúdo que vem sido replicado a gerações.


Na moda, o formato batido dos books começa nas próprias agências. Eles querem um material que venda bem as modelos, usando a mesma luz, mesma cor, mesmo estilo de roupas, mesmas poses, mesmas referências, consequentemente: O mesmo resultado. A personalidade de cada modelo fica de lado em prol de um padrão de book que acaba por apagar o estilo único de cada pessoa. Já produzi mais de 1000 books para agencias de modelos, as principais do país e exterior. As agências exigem esse padrão, travestido de book individual, que de individual não tem nada.


Dando um pulinho para as marcas, começamos com as coleções, que copiam padrões e tendências de grandes influenciadores, designers, labels, marcas, tabelas de cores e padrões de tecido... etc .... Mas uma coisa fica nítido a cada coleção: Os estilistas usam as mesmas referências e padrões para criar, e não é incomum você encontrar o mesmo padrão de tecido em marcas para o público classe A e B e marcas de classe C e grandes magazines.


O desejo de venda ficou acima da inovação e da personalidade para a grande maioria das marcas. Por isso grifes mundialmente conhecidas ganham espaço e desejo, pois aceitam criar algo novo a cada coleção, arriscam e muitas vezes acertam. A pandemia de Covid-19 tem feito empresas de diferentes segmentos repensarem as formas de produzir e comercializar. Com as marcas de moda, não foi diferente: algumas delas têm adotado fotos caseiras e autorretratos como uma interessante alternativa para as campanhas.


Em março, a grife Anacê utilizou o formato para apresentar as peças da nova coleção. Agora, é a vez da Zara e Asos investiram nessa ideia. A Amaro, além de seguir esses passos, surgiu com uma modelo virtual (3d) que estrela sua última campanha. Recentemente, a Zara atualizou suas redes sociais, como Twitter e Instagram, com fotos simples e despretensiosas. Nelas, modelos de campanhas anteriores da marca espanhola posam em suas próprias casas com peças da coleção mais recente, enviadas a eles semanalmente.


O conteúdo mais sincero, engaja muito em redes sociais, tanto é que as 10 fotos mais curtidas na história do Instagram, nenhuma é conteúdo comercial. Não porque comercial não engaje, mas simplesmente porque as pessoas não aguentam mais ver mais do mesmo. Uma foto simples hoje, com poucas alterações se destaca em um feed, exatamente por sua simplicidade em meio a grandes campanhas, muita edição e pouco honestidade.

Fotos mais curtidas do Instagram

Quando chegamos as redes sociais, o desastre é maior. Mas você já parou para pensar o que faz vocês parar de rolar o feed? O que realmente toca você nas redes sociais hoje em dia? A conta de instagram @insta_repeat faz uma critica silenciosa a repetição dos feeds. Mesmo lugares, poses, roupas, tudo organizado, montado, planejado, plagiado.

Instagram @insta_repeat

Que a moda se repete, e que roupas voltam a ser tendência, isso todos nós já sabemos. O questionamento que quero deixar é: o jeito que mostramos a moda para o mundo não deveria mudar? Se estamos cansados de mais do mesmo, cabe a nós, criadores de conteúdo pelo mundo, começar agora uma revolução de imagem.


Proponho criarmos, inovarmos, arriscarmos .... acertarmos, errarmos, nos expor ao ridículo? Talvez, por que não? Já dizia Luiz Fernando Verísimo, eu desconfio que a única pessoa livre, realmente livre, é a que não tem medo do ridículo. Vamos ser LIVRES!



62 visualizações1 comentário

Últimas do instagram:

Siga a gente:

  • Facebook Mynt Lab
  • Instagram Mynt Lab

© 2021 / 2022 Mynt Lab - Direção Criativa & Conteúdo em Florianópolis